Fluid Feeder

Saiba como evitar as oscilações de cloro residual na água pode te livrar de um problema

A concentração de cloro residual na rede de distribuição varia muito de acordo com as substâncias reativas encontradas na água. Isso se dá porque o cloro apresenta alta reatividade. Portanto, enquanto um forte oxidante, reage com inúmeras substâncias orgânicas e inorgânicas presentes na água, que diminui sua ação residual. 

Crédito: Divulgação.

Mas por vezes ocorre uma oscilação deste cloro acrescido e isso traz consequências. Desta forma, a Fluid Feeder amplia o tema no seguinte artigo. A marca atua na prestação de serviços desta área e também no fornecimento de produtos relacionados ao cloro. Assim, saiba como evitar as oscilações de cloro residual na água podem te livrar de um problema.

Cuidados para consumo de cloro residual na água

Um dos meios para garantir a presença de cloro residual nos sistemas é aumentando suas dosagens. Os centros de distribuição de água precisam dosar, portanto, o cloro nas estações de tratamento de água. Todavia, esta estratégia pode resultar em problemas como sabor e odor desagradáveis. E isso permite a formação de subprodutos tóxicos que comprometem a segurança do consumo da água. Ademais, também geram aumento do custo.

Assim, a manutenção da concentração adequada de Cloro Residual Livre vai garantir uma ação desinfetante. Deste modo, dentro de um intervalo de segurança, elimina-se as possíveis contaminações que possam ocorrer no sistema de água após o seu tratamento.

É importante destacar que o Cloro Residual Livre serve como um parâmetro de controle no sistema ao longo da rede. Seu baixo nível costuma indicar eventual contaminação microbiológica nos sistemas de água para consumo humano.

Cloro residual livre na água potável

Uma das exigências do Ministério da Saúde é a presença do cloro residual livre na água potável em qualquer ponto da rede de distribuição. Segundo as normas estabelecidas, depois de desinfetada, a água deve conter um teor mínimo de cloro. Ele é estipulado em de 0,2 mg/L que deve estar presente na água no sistema de distribuição. 

Assim, o reservatório e rede garantem a potabilidade da água durante a sua distribuição. O Valor Máximo Permitido (VMP) de cloro residual permitido é de 2,0 mg/L. Qualquer valor acima deste ofereceria riscos à saúde das pessoas. 

Fatores que causam oscilações 

  • Irregularidade das Chuvas que acabam por concentrar maior número de partículas orgânicas;
  • Despejo de efluentes sem tratamento em mananciais;
  • Adutoras/tubulações danificadas contribuem para contaminações cruzadas e oscilações; e
  • Grandes edificações, já que pontos mais distantes da rede têm uma perda natural dos teores de cloro residual.

Outro fator importante que, é o aumento de temperatura, também interfere na concentração de Cloro Residual Livre, já que contribui para a volatilização do produto. Mas ainda existem outros aspectos que merecem atenção. 

Na dúvida, acione especialistas dessa área para te auxiliar. Contate a Fluid Feeder e garanta a qualidade da sua água!

Solicitar Orçamento

Desenvolvido por AO5 Marketing Digital